outros / 21 de maio de 2013

Dia das Mães e Escola. Vamos Desabafar?

Todo ano é a mesma coisa. Chega abril e começamos a receber os bilhetinhos da escola sobre o Dia das Mães. Além dos pedidos de embalagens para “reciclar”, temos ainda que enviar alguma nada módica quantia para pagar pelo nosso “presente” ou pela participação na festividade.

Agora que o Dia das Mães já passou, nos diga, sinceramente, como você se sentiu? Estamos em busca de desabafos. Mande um depoimento para nós!

Gostou? Não gostou? Acha legal ter que mandar contribuições em dinheiro para receber seu presente? Vale a pena? 

E os presentes, como se sente? São legais, bonitos, bem acabados? Ou tá na cara que não teve o dedo das crianças naquilo? Ganhou um presente sexista, daqueles bem “típicos” para mulheres? 

Qual seria a proposta didática desses presentes? O Dia das Mães na escola decepciona ou encanta? É mais um incentivo ao consumismo ou você acha realmente importante? Dispensável ou necessário? 

Mande seu depoimento. Ele pode ser escolhido para participar de nossos posts sobre o assunto.

A Teresa*, mãe de 2 filhos, já desabafou:

“Eu tinha optado por não participar do Dia das Mães da escola. Mas aí que meu filho começou a pressionar, disse que iam cantar “uma música legal” e que seria um lanche especial… Aí que eu “se” animei e avisei, em cima da hora, que iria participar. Paguei 80 dilmitas (2 filhos, néam…) Gente, se arrependimento matasse… Eu já sabia a breguice que me esperava, mas eles se superaram! Além disso, o tal lanche legal se resumiu a pão com tomate e frio, horrível! A tal música “ensaiada” foi cantada em pé mesmo, sem nada, nem uma coreografiazinha, uma surpresinha, só cantada dããããã… Mas a cereja do bolo foram meus presentes: voltei com 6 panos de prato, com as tintas ainda úmidas. Panos de prato!!! Pra me lembrarem sempre qual é meu lugar na casa! 80 pilas (que não tinha) para lanche frio e panos de prato!!! Alguém me bate?”

Conte sua história!

Para garantir seu anonimato, mande um e-mail para: chatiada@infancialivredeconsumismo.com.br

Se o anonimato não é prioridade:

– deixe seu depoimento nos comentários aqui no blog ou em nossa fan page do facebook.

Ah, nos ajude a divulgar esta campanha em seus perfis e nos grupos de discussão que você participa!

(*) nome fictício para preservar a identidade da mãe


Tags:  blogagem coletiva consumismo datas comemorativas desabafo dia das mães educação infantil escola pais na escola

Bookmark and Share




Previous Post
Brincar é um gesto politico*
Next Post
Família e educação na sociedade de consumo



Mariana Sá




You might also like




25 Comments

May 21, 2013

Bom, sou uma felizarda! Meu bebê estuda em um berçário que segue a metodologia Waldorf.
Não há festinhas ou quaisquer comemorações para o dia das mães/pais. Entretanto fui gentilmente agraciada com um tecido bordado pela professora, que doou seu tempo e presenteou cada mamãe com um, juntamente a uma mensagem carinhosa sobre o que é ser mãe. O melhor de tudo é que eu não paguei nada a mais por isso, além de, ao me entregar a gentil lembrancinha, ela me dizer claramente que foi ela quem fez, apenas para fazer um carinho, o que me emocionou demais. Então, digo com toda a certeza que o meu dia das mães (ou a sexta-feira anterior a ele) foi fantástica. Essas e outras situações que me fazem ter certeza de ter adotado a pedagogia mais adequada ao nosso modo de vida para a criação do nosso pequeno filhote! Um abraço a todos, de uma fã deste site !!!


    May 21, 2013

    Perfeito Danielle!
    Vindo de uma pedagogia como a Waldorf, não poderia ser diferente.
    Parabéns!


May 21, 2013

Olá! Eu fico muito feliz em ver minhas filhas ensaiando (escondidas) em casa, cochichando com o pai sobre a surpresa e tudo mais… Acho tudo maravilhoso! Não me importo com os presentes, o que realmente conta, é dedicação delas. E sem contar que elas ficam todas orgulhosas de passearem pela escola comigo…Já conheço tudo e todos, mas nesse dia tudo se transforma e ganha um tom de novidade! Amo essas homenagens e jamais perderia um dia assim…
Abraços…


May 21, 2013

Acho que o que conta aqui não é o dinheiro e nem o presente, mas sim participar! Pense no quanto seria triste para o seu filho, todos os amiguinhos, com todas as mães participando da comemoração e só ele lá sem a presença da mãe? Acho que não tem nada a ver com consumismo, eu participo de todas as atividades escolares do meu filho, quer envolvam dinheiro quer não, é parte da vida deles e acho que estarmos presentes é mais que nossa obrigação, no meu caso, eu faço com prazer. Acho que tem certas coisas que são levadas ao pé da letra demais, é radicalismo demais. Você receber um presente feito pelo seu filho na escola, não tem o que pague, por mais simples que seja, se for um pedaço de papel borrado de tinta eu vou amar, ele fez pra mim, fez pensando em mim, isso não tem dinheiro que pague. Consumismo é uma coisa e eu não apoio, agora deixar de participar das atividades escolares do meu filho, nunca, acredito que seja uma coisa a se pensar.


May 21, 2013

Bom dia acredito que nossas escolhas influenciam diretamente ações positivas ou negativas das escolas. Eu sou uma mãe responsável que me preocupo com a educação do meu filho, mas também com o cuidado com o meio ambiente, por isso ele estuda em um Sitio Escola em Contagem (mudei para essa cidade por causa da escola) . No dia das mães não pediram dinheiro e o presente foi uma mini rosa que veio com um bilhetinho falando das vantagens da mini rosa até mesmo na culinária. Acabei de adubar a minha mini rosa com casca de banana (potássio natural). Resumindo, não adianta reclamar da escola se não temos a preocupação antes de escolhe-la. Se um número maior de mães realmente cobrasse atitudes responsaveis e sustentáveis das escolas esse tipo de abuso não aconteceria…. Fica a minha pergunta: Quem nasceu primeiro o ovo ou a galinha…. a culpa é da escola ou nossa que escolhemos a escola?


    May 22, 2013

    Patricia, adorei sua observação! Como reclamar da atitude da escola sem ter o devido cuidado de escolher antes? E mudar de cidade só para que seu filho tivesse acesso a uma escola bacana e coerente com os valores da sua família é um gesto que poucos pais são capazes. Tem gente escolhendo escola por status… como se fosse ao shopping escolher roupa. Triste é pensar que esses pais talvez nem se preocupem com o tipo de educação que seus pequenos estão recebendo, e que tipo de pessoas serão no futuro.
    Como é um sitio escola?


May 21, 2013

Na escola do meu filho (Colégio Renovação) somos praticamente “obrigados” a participar de tudo o que inventam: passeios, viagens, datas comemorativas, festa de fim de ano, etc. Tudo é super caro e como sempre um mico. O dia das Mães significa pague caro por um presente medíocre. Porém infelizmente pagamos, afinal, não queremos ser a mãe que não vai ganhar o presente “do filho”. Faço isso por ele.


May 21, 2013

Acho que também sou minoria e posso falar que adorei o dia das mães da escola. Não teve festinha, nem cobrança de material ou dinheiro. Teve uma criança (de 3 anos) super empolgada por uma semana, falando do presente que estava fazendo pra mim, da surpresa, do segredo. Quando chegou a sexta-feira, ele me entregou um cartão pintado por ele, com três fotinhos suas dizendo EU – AMO – VOCÊ. Fotinhas essas tiradas na escola e impressas em papel sulfite. Ou seja, um presentinho custo zero, feito pelo meu filho e que vou guardar com muito carinho.
Com um pouco de criatividade e boa vontade as escolas podem fazer bastante…


May 21, 2013

Essa comemoração de Dia das Mães e Dia dos Pais sempre me pareceu algo totalmente sem sentido. Eu sempre soube que iria querer algo diferente quando chegasse minha vez. Meu filho estuda no Colégio Rainha da Paz, em SP. Lá não tem festa de dia das mães, pais, ou nenhuma data estritamente comercial. Em compensação temos o Sábado de Todos nós. Nesse dia a escola está aberta para toda a família, e temos várias oficinas, de esportes, artes, ciência, etc. Creio que escolhemos um colégio por uma série de fatores, e nem sempre é possível ficar 100% satisfeito. Mas, os pais devem ter postura participativa. Não gosta? Escreva uma cartinha, explique, tente…. Quem sabe a escola enxerga algo novo e muda?


    May 22, 2013

    Alessandra Ribeiro, gostei da sua postura e vou realmente falar com a escola de uma forma doce..
    abraço
    claudia


May 21, 2013

A escola do meu filho fez a gentileza de mandar o bilhetinho lacrado, com a informação de que deveria ser entregue para o papai… eu nem vi quanto cobraram, mas acho mesmo que não foi muito… ganhei uma caixa de mdf para colocar chá e uns saquinhos de chá escrito “sabor amor” pelo meu filho de 4 anos. A apresentação foi linda, porque ele estava emocionado de cantar para mim com um coração imenso pendurado no pescoço escrito o meu nome… ele até calçou tênis, coisa que não curte… acho que quando as crianças são muito pequenas a apresentação uma babaquice, porque elas choram ficam tensas… eu nem levava o meu quando ele era menor… As músicas eram um pouco bregas, mas o amor as vezes é mesmo… pedi ao pai que não comprasse nada caro e ele me ajudou a pagar umas continhas (praticidade). E meu filho no domingo fez um desenho de monstro bem colorido para aumentar minha coleção (ele fez um para cada avó tmb). Adorei


May 21, 2013

Olha, o primeiro dia das mãe do meu filho na escola veio com um cachepot de madeira e a foto dele colada…não lembro se dei dinheiro pois fazem alguns anos mas lembro que fiquei decepcionada com a “prenda”. Não vi nada de pedagógico naquele presente, nada que realmente me dissesse “nossa, meu filhos está sendo incentivado a usar sua criatividade… e até fiquei em dúvida se foi ele mesmo que fez. Claro que recebi com carinho mas confesso que acho que as escolas precisam se esforçar mais para fazer coisas melhores, que instiguem mais os alunos, que motive, que os estimule a fazer coisas novas… as escolas estão muito lugar comum e nós pais temos poucas opções.


May 22, 2013

Creio que todas essas datas comemorativas são uma começão de dinheiro sem fim, consumismo puro elevado a décima potencia, pois atacam nos pontos fracos do seres humanos, e dia das mães acho pior, pois interfere no seu vínculo mais preciosos, o filho.
Na escola do meu filho de 4 anos não foi diferente, uma musica que não se entende nada, o stress das crianças em agradar a mãe e participar de um evento chato e cansativo. Imagine o quanto essas pobres crianças ouviram falar em dia das mães na escola, para poderem cantar a tal música e de como a mãe ficaria feliz, ai já esta embutida a pressão consumista, ter que dar algo para agradar, para deixar feliz, como assim, sou mãe todos os dias, feliz por isso e basta.
Não basta … tem o presente um para ridiculo de chinelos recortados em eva rosa, com corações vermelhos, com o nome meu e de meu filho, um em cada pé, para que serve isso, depois tenho que deixar aquela coisa horrorosa na sala ou no quarto, por que apelaram para os sentimentos de uma criança de 4 anos, mais ou menos, não importa a idade.
Falam tanta de reciclagem e consomem um monte de porcarias que só encarece a lista de material escolar para fazer coisas estupidas como essas.
As escolas deveriam repensar essas “tradições”..


    Feb 13, 2014

    Que triste ler um comentário desse! Se as mães deixassem seu egoísmo de lado e por um segundo pensassem em como a escola todo ano se preocupa em agradá-las, talvez falassem menos bobagens.
    Os filhos ficam empolgados e as professoras se dedicam muito para este momento.
    Sem contar que a maioria das professoras são mães também, e com certeza se colocam no lugar de quem irá receber o presente.
    Fico me perguntando se essas mães nunca passarm por isso na infância: cantaram músicas “bregas” com todo coração ou fizeram presentes “tortos”, que se a professora retoca é um problema, se chega com o jeito da criança é “mal feito”.
    Difícil…


      May 08, 2014

      Verdade Júlia, fico triste também em ler esses comentários. Se vivessem o cotidiano de uma sala de educação infantil, com uma média de 25 crianças talvez refletissem um pouco. Essa semana é especial para eles, a empolgação com que ensaiam, o brilho nos olhos, a dedicação cheia de alegria e orgulho na confecção das lembrancinhas. Talvez pareça brega alguma música ou coreografia, mas certamente estão recheadas de amor, acho que isso deveria ser mais importante. Talvez ainda tenham olhos mais puros, eles não veem isso como uma forma de comprar o afeto das mesmas, não é oq vejo por parte deles. Sem contar que nas instituições públicas normalmente as professoras tiram dinheiro do bolso se for necessário algum material diferente, leia-se material diferente qualquer coisa que difira de sulfite, cartolina, lápis de cor ou giz de cera. E realmente agradar todo mundo não é fácil. Esse lance de deixar como a criança fez para algumas mães é relaxamento, para outras o correto. É complicado mesmo. Na verdade temos ali 25 universos diferentes. Conversar com as profs durante o ano e expor suas posições ajudaria, mesmo que não fosse possível agradar a todas exatamente da forma que gostariam.


May 22, 2013

Minha filha tem 2 anos, e a festinha foi assim $20 para presente e lanchinho. O presente uma bolsa/sacola de um tecido rústico feita apenas com nós, com as mãos da crianç@ pintada (minha filha curtiu e agora quer ficar pintando mãos e paredes em casa….). Achei fofo, e mais interessante do algo comprado, sexista, etc. A homenagem foram algumas músicas cantadas pelas crianças com o professor de música tocando violão, e depois comes e bebes para mamães e filhinh@s. O que achei legal: não foi nada mega,com espaços alugados, dezenas de pessoas, crianças assustadas e chorando pq não querem cantar. As crianças que não queriam cantar, ficaram sentandas com suas mães, cantando no colinho delas. Achei legal tb o fato de ser um momento de bate papo das mães.
Ainda acho q fazer as crianças cantarem num formato como esses, não é uma boa idéia, mas pelo menos não ficaram “forçando” as crianças a ficarem no palquinho para cantar, como haviam ensaiado.


May 25, 2013

Decepção total!!! Esperei tanto pelo meu primeiro presente escolar dos Dia das Mães pra ganhar uma xícara de café com meu nome escrito pela professora… Foi tão sem sentindo para mim quanto para meu filho de 5 anos… Esperava tanto por algo feito por ele, qualquer coisa feita POR ELE, qualquer trabalhinho, um cartão, uma colagem, ou um simples desenho… Ele me entregou “o presente” na sexta-feira mesmo, porque a professora mandou e ponto. Mas, com a empolgação do Dia das Mães chegando, ele fez em casa (por conta própria e sem interferência de ninguém), um lindo “retrato” meu e me deu no domingo!!! Foi o melhor presente de todos!!
Estamos numa fase crítica… Ele não tem se adaptado bem a escola e eu sou contra esse princípio consumista que a escola tem passado p/ as crianças (todas as comemorações ele compram o presente ao invés de incentivar a imaginação das crianças p/ criá-los)… Estou a procura de outra escola mas nem sempre é fácil encontrar… Moro, praticamente, em frente a uma escola bilingue que funciona numa chácara, tem animais, muito verde e atividades ao ar livre mas… Meio período custa mais que 1 salário por mês!! E as escolas municipais ficam distantes e não tem condução até elas, nem vans particulares fazem esses trajetos até as outras escolas, só até onde meu filho está estudando… Cruel…


Jun 05, 2013

Eu sempre detesto este dia…. não vejo nada legal, só incentivo ao consumo e mais motivo para pedir dinheiro aos pais. Tem muita coisa que poderia ser feita neste dia mas as escolas preferem se manter na zona de conforto. Muito triste.


Jul 02, 2013

Meus filhos estudam em uma escola considerada de “elite”, visto que é muito cara. Escolhi a escola porque meu marido estudou lá durante muitos anos, em uma época em que ela não possuía esse status (eu sou de outro estado). Apesar de tudo conspirar contra – muitas mães e crianças extremamente consumistas – não me deixo contaminar! E a escola, talvez por saber qual o estilo da maioria das famílias (gente que colocou os filhos ali pelo status), consegue equilibrar muito bem isso nas festas dedicadas à família. Não há nenhum tipo de dinheiro envolvido, os “presentes” normalmente são cartões artesanais feitos pela criança, e o dia das mães é um sábado com atividades para mãe e filho. Há uma atividade musical, uma que envolve prática de esporte (normalmente um jogo na quadra), uma com brincadeiras antigas, etc. Raramente há apresentações, apenas uma manhã de convívio, simples assim. Há também um lanche coletivo, onde cada mãe leva um prato. Gosto muito, acho simples e afetuoso…


Jul 09, 2013

[…] 5) Dia das Mães e Escola. Vamos Desabafar? […]


May 09, 2014

Moro na Italia e o dia das mães foi ontem (quarta-feira), bem no meio da semana e na escola da pequena não teve nada!!!!! A professora me deu “auguri”, mas por educação e não por ser professora. Não entendo pq deveria ter. Acho que devemos rever nossos conceitos realmente. Tudo vira mto consumismo. Dia dos pais, namorados, mães… Aqui as pessoas nesses dias de cumprimentam, mas não vira essa loucura que é no Brasil.
Meu marido me trouxe uma rosa e um pedaço do bolo típico que eu sou apaixonada. E a noite depois que a pequena dormiu comemos juntos! Foi maravilhoso! 😉


Apr 09, 2017

De fato receber presentes da escola, uma vez que colaborei. Mas pensando bem o professor nao tem direito de tirar do seu bolso, uma vez se e pascoa gasta, dia dos pais gasta. E no dia do professor ninguem gasta e ainda reclamam por favor.


May 11, 2017

Quantas pessoas pobre d sentimentos,escola não é shopping p dá presentes d grife, escola são trabalhos pedagógico,se pra ti sua grossa a festa foi sem graça,porq vc esperava encher o rabo de tudo d gula,para o teu filho era algo especial.
Nem tenho mais palavras p tanta comentários cretinos


May 12, 2017

Bem,para mim comemorar o dia das mães na escola é bacana,mas vamos ser realistas,tem escola que ao invés de ajudar atrapalha demais os pais.Exemplo são os horários. Eles colocam as festa em um sábado onde o horário é começar as 8 da manhã e não pensam nas famílias que moram longe.No meu caso eu e minha filha acordamos todos os dias 5 manhã …chega sábado vc querendo desacelerar da correria,vc é obrigado a correr no sábado,pra ver 10 minutos seu filho e ficar 4 horas vendo todo o final,sendo que eu trabalho no sábado e tenho que me virar na correria (ser mãe é isso ).Posso estar errada ou cansada demais,mas minha filha querendo dormir,reclamando que tá cansada é complicado ir em festas assim.


May 10, 2018

Quanto comentários hipócrita, uns reclamam de comida, outros do presente, uns dos horários. Sendo que nada disso vem ao caso. Cada mãe, ou aquele que faz papel de mãe, esse momento, seria pra vc exclusivamente pra você. A criança se empenha a semana toda pra ti presenteia com um simples momento, com simples cartão ou lembrancinhas, poxa vida! Um mãe reclamar, desde de agradecer por ser contemplada a ter esse momento de tanto amor. Eu fico indignada com isso. Quantas mães querendo está na escola, mas infelizmente não tem seu filho mais. Quantas mulheres querendo ser mãe, mas não podem. Triste realidade! Mas um dia o FIM DA VIDA chega a oportunidade de viver esses momentos acabam, pra qualquer um, e aí qual foi seu melhor momento? Fica aí a dica! Eu mamãe de 2 filhas fico feliz em saber que elas estão aprendendo o valor de uma mãe, então eu escolho está dentro de uma escola, assistindo minhas filhas, demonstra o amor que elas sentem por mim.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



More Story
Brincar é um gesto politico*
Texto de Maribel Barreto** Brincando a criança cria bases para o entendimento do ser social. É na infância que a criança...