destaque_home / maternidade / 17 de junho de 2015

Numa folha qualquer

Texto publicado no Grupo Hortelões Urbanos de Akira Akira*

Crônicas do campo: Desperdício de papel

Trabalho como designer e minha filha adora imitar.
Outro dia ela me trouxe vários desenhos e isso me incomodou.
Fui ver o meu pacote de sulfite e ele estava no fim…
– Filha, adorei os desenhos, você tem talento, mas….
Fiquei alguns segundos pensando como dizer sobre o desperdício sem que inibisse a vontade de desenhar.
– Mas, o que pai? – apressou a minha filha.
– Filha, você sabe do que o papel é feito? – perguntei sem jeito.
– Não, do que é feito?
– É feito do caule da árvore, se nós economizarmos papel, menos árvores vão ser cortadas! Desenha em toda a folha, filha!
– Tá bom pai! – e saiu correndo para o quintal.
Pensei cabisbaixo comigo, acho que acabei inibindo um talento.
Eis que ela volta correndo, toda orgulhosa, com um novo desenho!
– Pai, pai, assim tá bom?

11406975_1666912986874067_2691253495302072600_n

Resultado parcial da brincadeira de hoje!

11059323_1667812293450803_4671637873065853925_n

 

 

PS.: – Pai, queria que meu irmão tivesse aqui, tá tão legal! – comentário da minha filha, depois de reclamar a manhã inteira que o irmão foi chamado para um aniversário e ela não!

Texto gentilmente liberado para republicação pelo autor.

O Grupo Hortelões Urbanos foi criado em 2011. Reúne pessoas interessadas em trocar experiências sobre plantio orgânico doméstico de alimentos. O grupo também pretende inspirar comunidades de vizinhos para o cultivo coletivo e voluntário de plantas comestíveis na cidade, mas não controla ou organiza atividades de agricultura urbana tampouco tem esta pretensão futura, embora vários hortelões atuem como organizadores e participantes em hortas comunitárias e outras iniciativas como os pic-nics de trocas de sementes e mudas. Como boa parte dos participantes desses projetos sequer fazem parte da rede social, o grupo atua sobretudo como catalizador de intenções de quem deseja plantar alimento na cidade e ajuda a reunir grupos locais para colocar em prática esse sonho. 

(*) Akira Akira é Norio Nagado, 47 anos, nascido em São Paulo, formado em publicidade e profissão graphic designer. Morou 20 anos em Tóquio, a meca do consumismo, onde meus filhos de 11 e 7 anos nasceram. Voltei para o interior de SP, fugindo da tentação do consumo fazem 5 anos.


Tags:  atividade criatividade infantil sem telas telas

Bookmark and Share




Previous Post
A liberdade de expressão: para anunciante, apenas não
Next Post
Mais um #presskit #chegounaredação das #mombloggers



Mariana Sá




You might also like




0 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



More Story
A liberdade de expressão: para anunciante, apenas não
Texto especial para o Milc de Anne Rammi* Surpreendeu-nos na última possibilidade frente ao parlamento nacional de levar...