denúncias e sentenças / destaque_home / 19 de junho de 2015

Remédio não é bala – atualizado

Na tarde da última sexta-feira, publicamos o texto abaixo sobre a conduta da empresa farmacêutica que distribui brindes e mimos para auferir elogios e menções de blogueiras maternas. O post, com caráter de denúncia, continha imagens de postagens de blogueiras devidamente modificados com tarjas e máscaras que preservavam a identidade dos retratados. Nas postagens as blogueiras avalizam o uso de suplemento vitamínico destinados a crianças.

Logo após a publicação do post, começamos a receber pedidos de blogueiras que desejavam ver as imagens, mesmo com tarjas e máscaras, retiradas. Foram seis pedidos de remoção ao todo para retirara de imagens que ainda estão na rede e podem ilustrar facilmente nosso ponto de vista. Conforme os pedidos iam chegando e de acordo com a nossa política sobre imagens explícita no blog, fomos removendo as fotos e, em dado momento, concluímos que sem as ilustrações, o texto começava a perder sentido.

Na madrugada de sábado (cerca de 12 horas após a publicação), decidimos retirar todas as fotos de blogueiras do post e reorganizá-lo sem modificar o seu conteúdo textual. Ao final da manhã, retiramos o post do ar, para poder republicar com o sentido de denúncia contra a ação de marketing (e não contra as mães-bloguerias) que nosso objetivo desde o início.

Encontramos assim uma forma para que o leitor do futuro possa continuar a compreender esta denúncia: todas as ilustrações pertinentes ao caso podem ser encontradas facilmente, e sem constrangimentos, em https://instagram.com/explore/tags/redoxitos

Antes de passar ao post-denúncia, porém, deixamos algumas ponderações:

1- NÃO ERRAMOS ao publicar exemplos do resultado da sedução exercída pela marca farmacêutica sobre as blogueiras. Fizemos ‘uso justo’ (fair use*) de material exposto na rede, para fazer denúncia de prática abusiva de publicidade.  Não ocorreu qualquer forma de auferimento de lucro com a publicação deste post. Este é um blog sem fins lucrativos. Esta realidade, somada ao interesse público da denúncia e o fato das identidades estarem preservadas nos orienta a pensar desta forma;

2- COMPREENDEMOS ser direito do blogueiro aceitar mimos, brindes e até remuneração em troca de espaço e aval de produtos. Apenas estamos propondo uma reflexão sobre os limites deste direito;

3- LEMBRAMOS, por fim, que a maioria das imagens reclamadas ainda se encontra na rede, em sites, blogs e perfis públicos de blogs, servindo de propaganda para a indústria farmacêutica. São imagens que, pela nossa compreensão, poderão ilustrar denúncias de Procons, do Ministério Público e de consumidores ao Conar a qualquer momento. Afinal, com alimentação adequada não há necessidade de suplementação e vitamina C não é bala, como explica o médico Antônio Macedo Soares em entrevista a Drauzio Varella que pode ser lida na íntegra aqui:

Drauzio – Muitas pessoas partem do princípio que, se vitamina não fizer bem, mal também não faz.

Alberto de Macedo Soares – Essa história de que vitamina, se não fizer bem, mal não faz, não procede. Como você bem colocou, antigamente, a tripulação dos navios tinha carência de vitamina C e desenvolvia escorbuto, uma doença que provoca sangramentos, porque os marinheiros passavam muito tempo em alto mar sem ingerir alimentos frescos. Hoje, porém, trabalhos mostram que a retirada abrupta de megadoses de vitamina C pode provocar um quadro semelhante ao de escorbuto, além de cálculo nos rins e distúrbios gastrintestinais.”

BRRB

====

Finalmente, o texto original!
com algumas adequações por conta da falta de imagens: agora vamos precisar das mais de 1000 palavras

Remédio não é bala

Há alguns dias publicamos um texto de uma blogueira inconformada com uma ação mercadológica para mães-mídia que enviou para sua casa um baleiro que servia de propaganda de remédio. Era claro, que a campanha se tratava da relação proposital entre o doce e a medicação.

A medicalização das crianças da nossa sociedade é uma realidade preocupante. E qualquer adulto que preze pela saúde do filho ou do coletivo de crianças para quem deixará seus legados, há de concordar que com medicação não se brinca. Para além dos efeitos nocivos do excesso de medicação promovido pela comunidade de saúde que hoje sabemos, muitas vezes pautada pelos interesses da indústria farmacêutica anda patologizando absolutamente todas as áreas da vida, tornando as coisas mais comuns da infância, como agitação e encantamento pela vida, doença a ser medicada, sabemos que criança e medicamento são duas coisas que não se misturam.

Todo e qualquer remédio deve ser mantido fora do alcance de crianças.

Surpreendentemente notamos no instagram uma movimentação (até o momento 422 posts) que já vem ocorrendo há meses de uma indústria farmacêutica assediando mães-mídia na promoção de um novo tipo de produto farmacêutico: vitamina C com abordagem ministrável para crianças. Todo o orgulho que sentimos do ostracismo a que as mães-mídia condenaram o Benegrip, agora se transformou em vergonha.

INSTA422

“Redoxitos é a vitamina C em formato de gominha que facilita o consumo para crianças de 4 anos ou mais. Agora nos sabores Morango e Frutas Tropicais eu provei é uma delícia.” conta uma das mães-mídia impactada pela campanha.

Fomos pesquisar como é que um produto de uma indústria farmacêutica, conquistou tão fácil aceitação e espaço entre o grupo de “formadoras de opinião” repetimos, à despeito de ser público e notório o fato de que remédio não é bala, esse produto foi largamente divulgado por genitoras em todo o país. Estamos nos questionando como é que um remédio disfarçado de bala tenha sido aprovado pela Anvisa, bem como o porquê de nossos recursos legais para coibir a publicidade infantil, que alavanca esse tipo de ultraje à saúde das crianças não estão sendo aplicados.

Notamos que a receita-de-bolo praticada pela grande maioria das marcas em campanhas dentro dos blogs maternos está literalmente executada na campanha de Redoxitos, com direito à todas as infrações éticas e legais possíveis, vejam nossa pesquisa:

+ Distribuição de amostras
+ Personagens/Mascotes em ambientes públicos
Publieditoriais
Inserção na TV
Convites de mães-mídia para eventos
Presença de celebridades
Agraciamento das crianças e adultos com brindes

 Conceito_redoxitos_42x31.5cm_v2_1000.jpg

Evento do Shopping Eldorado, SP

Captura de Tela 2015-06-17 às 11.55.30.png 

http://www.infobranding.com.br/acao-nas-ferias/
http://promoview.com.br/perfil/349966-grupo-talkability-crescimento-e-associacoes-marcam-2013/

Feira Mega Gestante, SP

Captura de Tela 2015-06-17 às 11.57.43.png

Depois vai para a ação de publieditorial: compra de espaço em alguns blogs, e data do final do ano de 2014, se estendendo até o carnaval de 2015, sempre disseminando a ideia de que a Vitamina C  é importante na alimentação das crianças, mas já provomendo o formato “bala” do produto farmacêutico (aqui haviam dois prints de blogs contendo publieditoriais):

MILCRTR

                                       

Mais um publieditorial, este usando uma criança como garoto propaganda. Olha o tamanho da embalagem!!!

X001                                                                             

 

Na mesma época, é lançado o comercial de TV: um ode à publicidade dirigida para criança. Um garoto conta para o personagem “redoxitos” a história dos três porquinhos justificada pelo fato de que o lobo, que espirrava muito, destruía suas casinhas porque não tomava vitamina C.

Captura de Tela 2015-06-17 às 12.37.47.png

Captura de Tela 2015-06-17 às 12.02.35.png

Captura de Tela 2015-06-17 às 12.37.32.png

https://www.youtube.com/watch?v=w8VlQrgMNvw <— se clicar, por favor negativem!

Envio de amostras para mães: quando também começa o envio do produto farmacêutico – acompanhado de cartas escritas à mão!!!! – para as mães blogueiras, que fazem mídia espontânea em seus canais.

X002

X001

Envio de brindes fofos para as crianças: o envio de brindes atinge as raias da loucura, e começa a chegar nas casas das blogueiras em formatos com grande apelo ao público infantil. Aqui escolhemos um print porque não seria possível descrever o apelo deste brinde apenas por palavras. Escolhemos um corte da busca onde não aparecem crianças (algumas blogueiras publicaram imagens dos seus filhos brincando com o brinde, o que comprova o apelo infantil) e protegemos as imagens onde as blogueiras possam ser identificadas pela intervenção que fizeram nas fotos (assinaturas, hashtags e elementos gráficos).

11imagem-INSTABRINDES

Prática ilegal da medicina? Nos prints que escolhemos e retiramos, via-se algumas blogueiras sugerindo automedicação comentários das postagens. Em alguns posts podemos ver comentaristas pergunta se a filha da blogueira faz uso do medicamento. Ao que parece, é uma informação que importa para uma tomada de decisão da seguidora, o que coloca as blogueiras em posições de grande responsabilidade. Percebemos que algumas blogueiras ressaltam a importância de checar com o pediatra, outras informam até as dosagens receitadas para seus filhos.

O que nos leva a convocar uma reflexão sobre a nossa responsabilidade como difusor de informações e a responsabilidade da indústria em dar instruções claras e vedar este comportamento perigoso: as blogueiras estão agindo com a maior boa vontade, tentando ajudar umas às outras: é papel da indústria capacitá-las para que não excedam os limites e é papel do grupo que se propõem a ser divulgadores de marcas a travarem estas discussões e interferirem quando deparam-se com mensagens perigosas. Você pode ver estes comentários, navegando de imagem por imagem na busca pela tag: https://instagram.com/explore/tags/redoxitos/

X001

MILCRTR

 

Promoção de evento: eis que a Bayer firma parceria com a Pixar Disney para promover o lançamento de um filme infantil, patrocinando a ida das mães-mídia e família à pré-estréia do filme.

Aqui víamos uma imagem do evento no cinema com apoio do produto farmacêutico. Mães e crianças estão diante de um painel com as marcas do filme e do produto. Existem fotos dos brindes da indústria entregues no evento na tag https://instagram.com/explore/tags/redoxitos/

X001

Relatos do evento em blogs maternos, façam uma busca na web. 

 

Celebridades: não se esqueçam das celebridades avalizando – estas sendo pagas, claro! – a marca. A seguir print do link da Ego: 

11542519_1043396819021687_2067052326_o

Mimos: a marca e as amostras, dessa vez com brinquedos e atreladas à promoção do filme, seguem aparecendo nos canais digitais das mães-mídia escolhidas para a campanha, que continuam ignorando o fato do produto que divulgam se tratar de um produto farmacêutico que se associa com balinha de goma.

X002

A autora da imagem original que ilustrava os mimos excluiu voluntariamente os seus posts com a tag e nos pediu que excluíssemos também, o que acatamos assim que soubemos do fato: vamos proteger a identidade dela a pedido da mesma, mas foi uma imagem como estas abaixo, onde não se pode identificar a autoria (print de corte da busca pela tag https://instagram.com/explore/tags/redoxitos/

INSTABRINDESCINEMA

 

===

Responsabilidade do anunciante

Claro que a ação de marketing de Redoxitos tem objetivos claros de lançamento do produto e suposta explicação de seus benefícios focando certeiro no público que interessa: mães. Em especial, aquelas que tem maiores espaços midiáticos para espalhar a informação que essa indústria farmacêutica precisa.

No site do produto existe uma infinidade de jogos para atrair seu interesse, além de todo o caráter de marketing infantil, longamente descrito pela baliza normativa do Conanda, que considera essa prática abusiva e portanto ilegal. Fica claro que as crianças também são alvo dessa campanha. O objetivo não pode ser outro, se não fidelizá-los como clientes e consumidores dessa marca. Se não convidá-los a medicarem-se sozinhos. Se não fazer propositalmente a confusão entre bala e produto farmacêutico em suas cabecinhas. Se não colocar em nós, as mães-chatas a responsabilidade de criticar esse absurdo. Se não colocar as “mães chatas” nesta posição de denunciar a conduta de mães tão vítimas quanto nós.

E de colocar sob os ombros das mães de todos os lugares, a responsabilidade de “ensinar” para o filho, mesmo que a propaganda diga, o produto comprove, o amiguinho tome, o cinema corrobore, remédio não é bala.

 (*) Fair Use – http://fairuse.stanford.edu/overview/fair-use/


Tags:  #MilcAlerta #RemedioNaoEhBala brinde marketing de medicamento marketing infantil medicamento presskit publicidade de medicamento

Bookmark and Share




Previous Post
Carta aberta à CCJ sobre o PL 5921/01 - mães unidas pela proteção das crianças
Next Post
Que fiquem com os doces aqueles que desistiram da esperança



Mariana Sá




You might also like




35 Comments

Jun 19, 2015

Não autorizou o uso da minha foto e da minha filha. Isso é abuso da infância dela também. Espero que retirem. Eu luto tanto contra isso, contra gente que usa foto de crianças que não são suas, e fui cair aqui, num site que acreditei cuidar da infância. Não autorizou o uso de nossa foto.


    Jun 19, 2015

    a foto mencionada – com imagens preservadas – de ação de propaganda para produto de indústria farmacêutica destinado à crianças em ação que induz as mães a comprarem suplemento alimentar em detrimento de uma alimentação balanceada será retirada e voltará a estar disponível para propaganda da marca com uso de imagens de crianças apenas no seu perfil.


    Jun 19, 2015

    Infelizmente você usou a foto da sua filha em uma campanha publicitária que está desrespeitando todas as balizas normativas de proteção da infância no país. A propaganda é abusiva e corre em denúncias em Idec e Procon. Ao invés de esbravejar com os movimentos que lutam de fato pela infância, você deveria reclamar com a agência que te contratou pela irresponsabilidade de envolver mães e crianças em propaganda de remédio. No mais, as crianças todas estão omitidas nas fotos. Até isso o Milc se preocupou em fazer. As mães das crianças não.


    Jun 19, 2015

    Sua foto foi retirada dos canais Milc, mas continua na busca da hashtag, com todas as fotos em que vocês estão se expondo. Está fora do nosso controle agora.
    Boa sorte com os publipost!


Jun 19, 2015

Favor excluir minha imagem que tbm não foi autorizada. Foto com logo Aprendizados de Mãe.


    Jun 19, 2015

    A sua imagem está publica, não expõe crianças, nem ninguém.
    É uma imagem postada em seu perfil público por sua livre e espontânea vontade para promover um produto.
    A foto mencionada de ação de propaganda para produto de indústria farmacêutica destinado à crianças em ação que induz as mães a comprarem suplemento alimentar em detrimento de uma alimentação balanceada será retirada e voltará a estar disponível para propaganda da marca com uso de imagens de crianças apenas no seu perfil.


    Jun 19, 2015

    Você quer comparar a utilização da imagem pela própria mãe com a sua postagem? Faça me o favor… Vocês não podem usar uma imagem sem o consentimento e aprovação pelo autor… isso é crime! Simples assim… Lutem contra a propaganda que considerarem abusiva, mas não sejam VOCÊS abusivos… é muita hipocrisia criticar uma propaganda abusiva e postar imagens alheias de forma também abusiva. Vocês lutam pelas crianças e nós neste momento estamos lutando pelo direito de todos… Direito de imagem, esse sim garantido pela constituição. Esbraveje você à vontade, mas estão erradas e Ponto…


Jun 19, 2015

A imagem da minha filha está sendo utilizada indevidamente e sem autorização neste post. Ela não estava utilizando o produto e disse em letras garrafais que só o utilizaria se e somente se o pediatra dela liberasse. Use imagem com autorização. Eu to recebendo inúmeros telefonemas avisando da minh filha exposta ai. Não tem como não saber que é ela, vcs não protegeram a identidade dela de forma algum!


    Jun 19, 2015

    Qual a imagem da sua filha?
    As imagens foram escolhidas aleatoriamente entre os 422 posts PÚBLICOS com a hashtag #redoxitos.
    Favor sinalizar especificamente (descrever) qual a imagem para que possamos retirar conforme seu pedido.


Jun 19, 2015

Minha foto é de nossa ida ao cinema, conforme escrito na legenda… “Em pré-estréia do filme Divertidamente”.
Tem minha marca na foto @coisasdalara


Jun 19, 2015

boa noite,
venho através deste requisitar a remoção das imagens do Blog coisas da Lara com base na Constituição Federal de 1988, que garante a proteção do direito à imagem em seu artigo 5°, nos incisos…

”V – é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem;…

…”X – são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”; …

Sem mais,

Eduardo Montesano Machado


    Jun 19, 2015

    Eduardo,

    Todas as imagens advém da rede, e já estavam expostas por seus próprios autores em promoção de produto comercial, tendo sido compartilhadas pelos próprios autores e seus seguidores. Não se tratavam de imagens privadas, eram fotos da rede, públicas e abertas a compartilhamento. Ainda assim, as imagens estão sendo retiradas.

    Saudações


      Jun 19, 2015

      Não necessito de explicações… Retire apenas e ponto!

      Sem mais.


Jun 19, 2015

“As imagens contidas neste blog são retiradas da web e nem sempre é possível determinar o autor. Se alguma imagem aqui for sua, por favor entre em contato para que eu possa creditá-la, ou, se você assim preferir, removê-la”. Segundo sua própria política…


Jun 19, 2015

por último, mas não menos importante:

Conforme a Decreto nº 79.094, de 5 de janeiro de 1977, em seu art.3º são adotadas as seguintes definições:
II – Medicamento – Produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou elaborado, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico.
V – Produto Dietético – O tecnicamente elaborado para atender às necessidades dietéticas de pessoas em condições fisiológicas especiais.
VI – Nutrimento – Substância constituinte dos alimentos de valor nutricional, incluindo proteínas, gorduras, hidratos de carbono, água, elementos minerais e vitaminas.
Levando-se em consideração o disposto nesta lei, todo medicamento deve cumprir com a legislação vigente para esta categoria de produto, tendo em vista a sua criticidade, risco e ação farmacológica.
As vitaminas e minerais são considerados medicamentos quando cumprem com o art. 1º da Portaria nº 40, de 13 de janeiro de 1998, onde o esquema posológico deve se situar acima de 100% da Ingestão Diária Recomendada. Assim, desde que considerado medicamento, qualquer vitamina e/ou mineral deve cumprir com os requisitos de qualidade e fabricação como nas demais categorias de medicamento. Todas as empresas que fabricam polivitamínicos e minerais na categoria de medicamentos devem cumprir com os critérios técnicos de boas práticas de fabricação, qualidade, segurança e eficácia.

O Redoxitos não possui em sua posologia a recomendação nem dosagem acima dos 100% não sendo considerado remédio, mas sim um suplemento.

Caso haja alguma dúvida favor conferir no portal da própria ANVISA

http://portal.anvisa.gov.br/


    Jun 19, 2015

    Eduardo,

    O IDEC, Instituto de Defesa do Consumidor também considera campanha do produto em debate abusiva:

    “A criança que tem uma alimentação saudável já ingere naturalmente esse nutriente”, observa Ana Paula Bortoletto, nutricionista do Idec. A vitamina está presente em frutas cítricas, como laranja e acerola, e em verduras, como espinafre e agrião. Segundo Ana Paula, para crianças de 4 a 10 anos, a quantidade recomendada de consumo é de 30 mg por
    dia, valor facilmente alcançado com a ingestão de um pedaço de mamão, por exemplo. Já no caso do Redoxitos, a quantia indicada pelo fabricante para a mesma faixa etária é de uma pastilha por dia, independentemente do que a criança consuma de alimentos, que já podem ser fonte de vitamina C. Embora o site da marca ilustre a importância da alimentação adequada, a propaganda traz a ideia de que todas as crianças se beneficiarão com o produto. “A suplementação de vitaminas é indicada somente em quadros de desnutrição, ou de doenças agudas e crônicas”, explica Valmin Ramos da Silva, médico da Associação Brasileira de Pediatria (ABP). Se o problema é incentivar a criança a consumir frutas e verduras, a melhor maneira é acostumá-la ao cardápio natural desde cedo. Nessa missão, a participação dos pais é muito importante. Afinal, saúde não se resume a uma “gominha”.

    (Você viu uma publicidade enganosa, abusiva ou com mensagem antiética e discriminatória? Envie-nos seu relato, se possível com a imagem)

    REVISTA DO IDEC – Dezembro 2013”


      Jun 19, 2015

      Também considero a propaganda (não só essa como muitas outras) abusiva, mas não é um medicamento. A forma como foi colocado o suplemento no post está errada. Remédio não é bala, concordo, mas Redoxitos não é remédio… E aí?


Jun 20, 2015

Olá. Das quatrocentos e poucas fotos com a hashtag Redoxitos, vocês usaram 2 imagens da minha filha, sem permissão. Em uma delas vocês cobriram o rosto, na outra não. Mesmo na que vocês cobriram o rosto, vcs expõe meu nome , expõe o nome dela, expondo a criança também. Tinham mais de 400 fotos lá, por que expor duas vezes a minha Filha? Isso é crime, não te dei permissão para isso. Fale de mim, não use imagem dela. Isso é de uma extrema covardia. Peço que retire imediatamente, como te disse, não te dei autorização.


    Jun 20, 2015

    em momento afirmamos que sua filha ou qualquer outra criança fazia uso do produto sem indicação: você e sua família são tão vítimas destas campanhas agressivas de marketing quanto os seus seguidores que se inspiram na sua linda família para tomar decisões de consumo. É uma pena que nem todo mundo perceba a própria responsabilidade ao embarcar em ações assim: desta vez foi o Milc, que retirou todas as imagens mesmo tendo segurança legal para postá-las.

    Quero deixar claro que em nenhum momento criticamos a maneira como qualquer mãe ou pai cuida dos seus filhos: jamais fazemos isso. A crítica é às empresas.

    Tiramos as imagens porque nos solidarizamos com vocês, pais e mães como as pessoas que trabalham nesta página.

    Quero deixar claro que foi mero acaso a sua filha ter aparecido duas vezes: escolhemos um post em que a criança brincava com o brinde (felizmente ou infelizmente não existem muitos) e ela acaba aparecendo também na capa da busca – nós nem percebemos esta coincidência.

    Sinto informar que quando publicamos imagens num perfil público, estamos sujeitos a todo tipo possibilidade, desta necessária à formação de uma opinião às mais vis.

    Você solicitou a retirada às 02:00 da madrugada e a foto foi retirada o mais rapidamente possível! O recado foi dado!

    Espero que durma bem: só por isso procedi a retirada em plena madrugada!

    Bom final de semana.


Jun 20, 2015

Ridículo justificar o uso de imagens pessoais alegando que as mesmas já estão expostas nas redes. Estão expostas nas redes das mães das crianças e isso não torna o direito de vcs e de ninguém usar sem a devida autorização dos pais e responsáveis.


    Jun 20, 2015

    Bom dia, a questão é : não houve exposição de imagem de criança. Nossa postagem originalmente procurou preservar os rostos das crianças envolvidas na publicidade de produto de indústria farmacêutica.As crianças estão expostas nos posts originais de promoção da marca pelos blogs dos responsáveis, não no nosso.


Jun 20, 2015

Mariana, por favor não defenda o que não pode ser defendido. Não compare o uso indevido, distorcido, sem autorização dos pais Como a mesma coisa que a mãe postar foto de seu filho.

Vocês quiseram expor uma situação, falar de uma causa, mas erraram feio para conseguir ibope às custas de um ato extremamente errado, ainda mais vindo de pessoas que se dizem preocupar com a infância.

Sem mais!


Jun 20, 2015

Apesar de ser seguidora da página de vcs e apoiar muitas causas, achei um abuso a divulgação das minhas fotos num evento pelo qual fui convidada e divulguei em meu blog. Lembrando que meu blog é voltado para ADULTOS, MÃES que possuem capacidade de discernimento, que podem concordar ou não comigo, fazer ou não o que eu faço. Ganhei um produto aprovado pela Anvisa, indicado por alguns pediatras e uso como quiser com a minha filha. Façam a sua parte sem agredir as mães blogueiras, não dou o direito de usarem a minha foto, escondendo nossos rostos como criminosas, expondo a minha imagem e imagem da minha filha. FAVOR RETIRAR AS MINHAS FOTOS DO SEU BLOG, A IMAGEM NÃO É SUA E VOCÊ NÃO TEM O DIREITO DE DIVULGÁ-LAS. Falamos tanto de intolerância nos dias de hoje, de falta de respeito e vocês estão agindo como intolerantes, desrespeitando a opinião de outras mães. Já disse e repito: FAÇAM A SUA PARTE< CRITIQUEM O QUE ACHAM QUE DEVA SER CRITICADO MAS SEM INTERFERIR NO DIREITO DO OUTRO!!!


    Jun 20, 2015

    Melissa, a foto mencionada – com imagens preservadas – de ação de propaganda para produto de indústria farmacêutica destinado à crianças em ação que induz as mães a comprarem suplemento alimentar em detrimento de uma alimentação balanceada será retirada e voltará a estar disponível para propaganda da marca com uso de imagens de crianças apenas no seu perfil.


Jun 20, 2015

Se a publicação é para criticar a empresa que fez o Redoxito não vejo o porque de expor as mães e seus filhos (mesmo que não esteja mostrando o rosto …. Se quer citar que a empresa “usa” as mães blogueiros é uma coisa outra é ficar colocando nomes e fotos principalmente sem autorização.


Jun 22, 2015

O primeiro erro do blog foi divulgar fotos sem autorização.
O segundo erro que já comentei antes é que pra reclamar de uma marca vocês a divulgam ao extremo. Vocês não entendem que é justamente o que as empresas querem? Todo mundo que leu seu post e pensar em vitamina C, logo vai lembrar da marca. Sugiro que parem de fazer tanta propaganda desses produtos.


Jun 22, 2015

sinceramente? foi uma atitude burra a de vocês. o blog/ pagina é otimo. o instagram também, mas se começarem a agir dessa forma estupidamente agressiva estarão desmerecendo um trabalho tao bacana que vieram trilhando até aqui.
Extremismo nao leva a nada. Agressao entao nem se fala. exposiçào de criança sem autorização dos pais? sinceramente, nao esperava isso de um blog como o de voces.


Jun 22, 2015

Olá!
Há uma foto de um post de brindes do cinema que postamos no Instagram e com certeza tinha uma outra foto em que meus filhos brincam com um boneco.
Logicamente vcs querendo difamar blogs maternos não tiveram a lisura em ler o post a respeito. Pq se tivesse ido além de ver a # veriam que nós não indicamos hora nenhuma o medicamento.
Acredito muito no trabalho do MILC, mas Tb acredito que cada mãe sabe decidir por si o melhor pro seu filho e não se levar por propaganda. E eu Aprendi como mãe que tenho que dizer não aos meus filhos, educá-los para fazer boas escolhas. E as minhas escolhas podem ser diferentes das suas.
Falta respeito em aceitar que nem todos vivem num mundo sem marcas e sem dinheiro.
Mesmo que meus filhos não apareçam nas fotos não quero que uma foto do nosso Instagram ilustre um post que faz com que as mães e pais sejam diminuídos na hora de fazer suas escolhas.
Obrigada


    Jun 23, 2015

    Tem foto sua no blog? Qual? Você pode apontar?
    No post tem prints de cortes da pesquisa pela tag # redoxito contendo apenas brindes, sem pessoas, sem crianças, sem assinatura, sem possiblidade de identificação do autor ~ será que vc consegue descrever qual fotos dos brindes é a sua? Assim que identificarmos, ocultaremos.
    Saudações


Jun 23, 2015

A foto que contém uma foto nossa é a última.
A última imagem a direita.
Obrigada


    Jun 24, 2015

    Ana Carolina,
    a foto mencionada contendo brinde de ação de propaganda para produto de indústria farmacêutica, sem crianças, sem adultos, sem qualquer menção ao seu nome ou perfil em rede sociais, foi protegida de acordo com a sua solicitação e estará disponível para propaganda da marca apenas no seu perfil.


Jun 23, 2015

Infelizmente vocês continuam mantendo o link do meu blog neste post, no qual falo sobre um filme que assisti com a minha família, me expondo dessa forma e fazendo com que eu receba comentários bem maldosos no meu blog e na fanpage!! Apagarei todos que aparecerem lógico, mas continuo afirmando que vcs exageraram, perderam o limite da razão nos expondo dessa forma, agiram com maldade…Teve mãe comentando na minha página e quando entrei no perfil tem bem a foto da criança que nem dois anos tem, com a boca cheia de cobertura de bolo!! A hipocrisia é grande, criticam o outro e não olham para o próprio umbigo, entopem o filho de fórmulas,mucilon,papinha nestlê e Danoninho e vêm no meu blog pagar de boa mãe!! Eu tenho a minha consciência tranquila, minha filha é super saudável e come de tudo muito bem,obrigada!!


    Jun 24, 2015

    Os links foram retirados do nosso post, mas continuam disponíveis no seu blog e nas pesquisas das ferramentas buscadoras.

    Havíamos entendido que você queria que tirasse as imagens que exemplificavam a ação de marketing do produto farmacêutico, nem passou pela nossa cabeça que até os links você queria que tirasse.

    Importante que você compreenda que não temos qualquer controle sobre a conduta e sobre a coerência das pessoas que comentam nos blogs e perfis em redes sociais: podemos apenas assegurar que nenhuma das pessoas que administram esta iniciativa foi em qualquer perfil comentar ou incitar qualquer reação às mães: este não é nosso feitio.

    Enfim, pedido atendido.

    Saudações



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



More Story
Carta aberta à CCJ sobre o PL 5921/01 - mães unidas pela proteção das crianças
Elaborada de Debora Diniz, Mariana Sá e Vanessa Anacleto* Na quinta-feira, 21 de maio de 2015, tivemos mais uma Audiência...