destaque_home / publicidade de alimentos / 17 de dezembro de 2015

Quando perguntam se não é mais fácil educar que regular

Texto especial para o Milc de Mariana Sá* 

quando perguntam se não é mais fácil educar que regular
– não, não é! é muito difícil educar uma criança!

– e é enorme desafio educar uma criança para ser um consumidor consciente, para dar valor ao ser e não ao ter, para ser solidário, gentil e amoroso, quando todo o ambiente diz o contrário, quando toda a comunicação mercadológica diz que para ser, antes é preciso ter, quando o marketing correlaciona felicidade, auto-estima, auto-aceitação a objetos.

– é muito difícil educar uma criança, quando para fazê-lo, nós mães, pais e professores, precisamos ceifar da infância justamente aquilo que as faz crianças que é a inocência. ceifamos parte da sua infância quando precisamos dizer aos nossos filhos que o mundo é mau, que o fabricante do brinquedo favorito deles mente na tv e que os personagens que eles gostam só estão na embalagem para tentar lhes seduzir.

Estamos aqui no Milc perseverando há mais de três anos para mandar esta mensagem, especialmente às mães e aos pais, para que façam a sua parte em casa educando e protegendo – dizendo todos os “nãos” que precisamos dizer, desligando a tv, procurando passeios que não sejam os de shopping – mas que não abram mão do seu direito e do seu dever de se mobilizar por uma regulamentação que funcione (nem que seja um pouco) melhor, mas é tão frustrante ter que debater sempre este mesmo raciocínio que dá vontade é realmente pegar a bolsa e sair.

Imagens da web
(*) Mariana é mãe de dois, publicitária e mestre em políticas públicas. É cofundadora do Milc e membro da Rebrinc. Mariana faz regulação de publicidade em casa desde que a mais velha nasceu e acredita que um país sério deve priorizar a infância, o que – entre outras coisas – significa disciplinar o mercado em relação aos direitos das crianças.

Tags:  #publicidadeinfantilNÃO PL5921/01 publicidade infantil regulação regulamentação

Bookmark and Share




Previous Post
Comida na escola: inspirações para lancheiras, cantinas e refeitórios - caso 6
Next Post
"Filho, cada um cuida do seu"



Mariana Sá




You might also like




0 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



More Story
Comida na escola: inspirações para lancheiras, cantinas e refeitórios - caso 6
Texto de Roberta Ferec* Eu tenho recebido muitas mensagens e comentários no Instagram de pessoas lindas and queridas...