destaque_home / publicidade de alimentos / 23 de fevereiro de 2016

De boa com a Páscoa

Depois de três anos fazendo críticas contundentes à maneira como a páscoa foi apropriada pelo mercado, agora em 2016, as mães (e pais) do Milc resolveram retomar o que nosso por direito.

Para cada família a páscoa tem um significado especial. Para os cristãos é um momento de comemoração pela ressurreição de Jesus Cristo. No hemisfério norte ainda existem os que comemoram o fim do inverno e celebram o ciclo de fertilidade e abundância por vir.  Os chineses costumavam presentear os amigos com ovos na chegada da sua primavera para simbolizar a renovação da vida. Antigos povos pagãos europeus que, nesta época do ano, homenageavam Ostera, ou Esther – em inglês, Easter quer dizer Páscoa. A palavra “páscoa” – do hebreu “peschad”, em grego “paskha” e latim “pache” – significa “passagem”, uma transição anunciada pelo equinócio de primavera (ou vernal), que no hemisfério norte ocorre a 20 ou 21 de março e, no sul, em 22 ou 23 de setembro.” Para outros é apenas um feriado sem grandes significados sagrados.

#pascoa2

Mas uma coisa existe em comum para boa parte dos brasileiros: a páscoa é uma oportunidade de estar em famílias ou junto dos amigos. Uma pausa entre os dias de trabalho para estar com quem se gosta comemorando a vida, no mínimo. E é também o momento de ver as crianças sendo assediadas por fabricantes de chocolate nos intervalos do desenho ou nos corredores dos mercados, um assédio mercadológico com potencial para causar um estresse familiar enorme em torno de um ovo de páscoa comemorativo.

E por que deixamos a páscoa ser reduzida a apenas um ovo de chocolate ruim, provavelmente produzido com trabalho infantil e/ou escravo, embalado em plástico barato sempre vindo com um brinde duvidoso?

E por que  deixamos de permitir que nossos filhos desfrutem de uma páscoa rica em simbolismos e valores (religiosos ou não) reduzindo tudo ao consumo?
O Milc propõe que nesta páscoa a resgatemos o que é nosso e dos nossos filhos por direito e possamos viver uma páscoa que deixe marcas mais significativas que brindes baratos no fundo do baú:

Faça você mesma:
– faça junto com as crianças os ovos ou outros docinhos achocolatados que consumirão e que darão de lembrança: escolha um chocolate de boa qualidade (veja a lista das empresas que são acusadas de usar trabalho infantil neste documentário e evite) e divirta-se derretendo a confeccionando os ovinhos de páscoa. Pode ser um cupcake, brigadeiro, brownie ou o uma receota que faça sentido para a sua família, talvez aquele doce que só sua avó sabia fazer;

– se existe a tradição da caça aos ovos, reserve um tempo para fazer você mesma ovos e lembranças que farão parte da surpresa;

Encomende de quem faz:
– se vocês não tem tempo, talento ou vontade de colocar a mão na massa, experimente comprar ovos ou docinhos de chocolateiras e doceiras da sua cidade: comprar de quem faz tem inúmeras vantagens para a economia local sem falar nos benefícios de um doce exclusivo e feito com amor.

Passaremos este mês divulgando receitas, tutoriais de lembrancinhas, ideias para brincadeiras no dia da páscoa e as chocolateiras que se cadastrarem ou forem indicadas neste formulário –> http://bit.ly/PascoaCriativa_Cadastre-se

#pascoa4

Não compre licenciado, faça a diferença.
Faça em casa! Se não puder fazer em casa, encomende!

Existem pequenas empreendedoras* nos lugares que você menos imagina. E, para juntar quem quer escapar do consumismo com quem produz alternativas para a Páscoa fazendo ovos, doces, lembranças e promovendo atividades, o Milc, inspirado pelo Mamatraca, resolveu organizar uma lista por cidade.

Siga a coelha, procure a sua cidade e faça a sua encomenda: http://bit.ly/Milc-encomend | esta tabela será atualizada periodicamente

#PASCOA-003-

Vamos ficar muito de boa com a páscoa em ser parte do problemas, mas sendo parte da solução. Sem abrir mão da ludicidade, da fantasia e da magia
~ Não compre licenciado, faça a diferença
~ Se não puder fazer em casa, encomende
~ Invista em brincadeiras, envolva as crianças
~ Resignifique a Páscoa: ache um sentido fora do consumismo
~ Denuncie as condutas comerciais que considera abusiva

Para encomendar ~ http://bit.ly/Milc-encomend

Para se aparecer na lista de amanhã, cadastre-se no ~http://bit.ly/Milc_cadastr ~ Vale artesã, chocolateira, contadora de história, brincante, doceira, tudo para aumentar a lista de alternativas aos ovos licenciados de supermercado, estes produtos horrorosos, cafonas e abusivos.

Para denunciar ovos licenciados, publicidades abusivas, ações de marketing invasivas, eventos mercadológicos em escolas ~ http://bit.ly/Milc-denuncie

#PASCOA-X#pascoa

‪#‎pascoacriativa‬ ‪#‎pascoalivre‬ ‪#‎infancialivre‬ ‪#‎infancialivredeconsumismo‬ ‪#‎compredequemfaz‬ ‪#‎cdqf‬ ‪#‎compredopequeno‬ ‪#‎artesanal‬ ‪#‎craft‬ ‪#‎pascoa‬

* é no feminimo mesmo porque a maioria é mulher e os homens que forem exceção saberão que também estão representados, da mesmo forma que nos sentimos quando a generalização é no masculino.

 


Tags:  #pascoa2016 #pascoacriativa #pascoalivre #pascoalivredeconsumismo CDC Conanda licenciados licenciamento Páscoa Páscoa 2016 publicidade

Bookmark and Share




Previous Post
Comparando os alimentos industrializados
Next Post
5 coisas que você deve ter em mente antes de adotar um cão



Mariana Sá




You might also like




7 Comments

Feb 24, 2016

Gostei da iniciativa! Parabéns! Tá muito caro mesmo os ovos de páscoa industrializados…. Um absurdo!!


Feb 24, 2016

Curti! Aqui em casa o sentido é só a diversão do feriado e brincar com a fantasia do coelho trazendo chocolate, mas esse ano vai ter qie ser diferente, pois descobrimos uma alergia ao leite na nossa guriazinha de 4 anos. Aceitamos sugestões criativas! Abraços e parabéns pelo trabalho!


Mar 07, 2016

[…] Do nosso parceiro Milc – Movimento Infância Livre de Consumismo […]


Mar 11, 2016

Parabéns,,, muito válida a iniciativa,,,
Me cadastrei mas não consegui inserir meus dados de contato,,, Vou passar por aqui, vcs tem como incluir no meu cadastro? Me chamo Néia sou aluna de gastronomia, fico na Zona leste de SP, tenho uma cozinha de doces, no momento estou em Páscoa, mas durante todo ano adoço a vida das pessoas com todo tipo de doce, desde a linha tradicional a Saudável e algumas delicias Veganas, Meu Face é Néia Assis/ Gula Di Doce, o zap 11-94776-6505 fixo 11-3423-9046,,, e-mail guladidoce@gmail.com… Beijos Di Gula



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



More Story
Comparando os alimentos industrializados
Texto de Nat Catuogno Consani* uma garrafa de dois litros de refrigerante de uma marca conhecida e líder de mercado custa...