campanhas / publicidade de alimentos / 17 de maio de 2013

Precisamos de comida de verdade: #FRD2013

Texto especial para o Milc de Vanessa Anacleto*

Viver bem é o que todos desejamos. E não adianta ignorar este fato: para viver bem é preciso comer bem. Comer é um ato do qual não somos capazes de nos abster e nos últimos 30 anos a alimentação da população vem mudando drasticamente para pior. Precisamos trabalhar e produzir cada vez mais, nosso tempo encurtou e, consequentemente, nossa cultura alimentar está se perdendo. A fast food, que deveria ser exceção, agora é regra. Não nos alimentamos com porcaria industrializada ocasionalmente, comemos comida de verdade ocasionalmente e isto irá nos matar. O ato de preparar a própria comida foi relegado a status inferior em comparação com a comida pronta, a comida rápida, a comida prática. Estamos vivendo em prol da praticidade artificial com sabor artificial, que nos são vendidos junto com um estilo de vida. A nova ordem nos diz que as pessoas modernas não perdem tempo na cozinha. Na verdade, as pessoas hoje arriscam a saúde e suprimem anos de vida comendo coisas que não alimentam e isto não vale a pena.

O conceito do Food Revolution, a revolução da comida proposta pelo cozinheiro inglês Jamie Oliver, é tão simples que espanta. Para salvar a nossa e as próximas gerações precisamos começar fazer algo que a humanidade sempre fez : preparar nossa comida com ingredientes frescos. O que era absolutamente natural para nossos avós foi desaprendido e, para piorar, não existe educação para alimentação nas escolas. A educação alimentar formal é algo que poderia começar a fazer o movimento contrário. Curioso que Oliver não prega alimentação alternativa, a proposta é alimentação pura e simples. Depois de revolucionar a comida servida nas escolas da Inglaterra, Jamie Oliver levou sua ideia para os Estados Unidos, país que acaba de decretar epidemia de obesidade. O terceiro passo foi ampliar o Food Revolution a todos os cantos do planeta e, este ano pela segunda vez, chega ao Brasil uma ação global no dia de hoje.

Com os esforços de mobilização em torno do Food Revolution Day deste 17 de maio, Jamie Oliver espera levar as pessoas de volta para o lugar de onde jamais deveriam ter saído: a cozinha. Nunca cozinhou? Não é problema. Aprender é permitido. Se não foi com seus pais , que seja agora a hora de cozinhar, experimentar, vivenciar a alquimia do preparo dos alimentos e, principalmente, passar o que você sabe para as crianças, cozinhando com elas, levando-as a conhecer os ingredientes e preparando com elas seja seu prato favorito, seja uma nova receita. O Movimento Infância Livre de Consumismo apoia o #FRD2013 por entender que a perda das habilidades culinárias da população está relacionada ao consumo desenfreado, gera desequilíbrio e sofrimento às crianças. Precisamos resgatar nossa saúde e sem comida de verdade isto não será possível.

Nós participamos!

Este artigo faz parte de uma blogagem coletiva promovida pelo site Alimento Puro, onde você pode encontrar uma lista eventos ligados ao #FRD2013 no Brasil . Acesse a página oficial da ação global, onde é possível fazer uma busca por todos os participantes da programação mundial, e também a fan page do MILC, que vem publicando sobre o tema ao longo de toda a semana.

*Vanessa é mãe do Ernesto e só aprendeu a cozinhar quando ele nasceu. Cinco anos depois já é considerada pela cria a melhor cozinheira do mundo, mas sabe que isso é suspeito. É ativista, escritora e edita o blog www.maeetudoigual.com.br


Tags:  alimentação saudável educação alimentar Food Revolution Day

Bookmark and Share




Previous Post
Seus problemas acabaram: cozinha nunca mais!
Next Post
Brincar é um gesto politico*



Mariana Sá




You might also like




0 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



More Story
Seus problemas acabaram: cozinha nunca mais!
Texto de Mariana Sá* Primeiro vamos assistir juntos ao comercial da nova linha de refeições para crianças da Sadia: Ao...