publicidade de alimentos / 1 de setembro de 2014

O lugar desse palhaço não é nas escolas

Tradução especial para o Milc, de Silvia Düssel Schiros*

Durante a Assembleia Geral Anual de 2014 do McDonald’s, o CEO da empresa, Don Thompson, declarou: “A empresa vem fazendo uma publicidade responsável”. Em seguida, acrescentou: “Não colocamos o Ronald dentro das escolas.”

Achamos ótimo Thompson reconhecer que “publicidade responsável” signifique manter o Ronald McDonald longe das escolas. Mas a declaração de que a empresa não coloca o palhaço Ronald nas escolas não é verdadeira. Sites regionais do McDonald’s divulgam ativamente a disponibilidade do Ronald McDonald para participar de eventos em escolas. Em eventos disfarçados de ações educativas para promover a leitura e até hábitos saudáveis, Ronald frequentemente visita escolas de educação infantil e primárias dos Estados Unidos e do mundo.

Diga a Don Thompson que você quer que ele cumpra o prometido e pare de mandar o Ronald McDonald para as escolas.

*****

[CONTEÚDO DA CARTA/PETIÇÃO]

Tirem o Ronald McDonald das escolas

Caro sr. Thompson,

Foi bom saber que o senhor disse aos acionistas do McDonald’s que a empresa não coloca o Ronald McDonald dentro das escolas. Segundo essa declaração, a empresa vem adotando uma postura responsável no que diz respeito à publicidade infantil. O senhor está certo em dizer que as famílias devem ter o direito de mandar as crianças para a escola sem a preocupação de que seus filhos sejam expostos a propagandas do MDonald’s.

Só há um erro nessa declaração: não é verdade. Sites regionais do McDonald’s divulgam ativamente a disponibilidade do Ronald McDonald para participar de eventos em escolas. Em eventos disfarçados de ações educativas para promover a leitura e até hábitos saudáveis, o mascote da empresa frequentemente visita escolas de educação infantil e primárias dos Estados Unidos e do mundo.

Qualquer tipo de publicidade dentro das escolas explora um público cativo, mas mandar o Ronald McDonald para dentro das salas de aula enquanto o papel das escolas é ensinar hábitos de alimentação saudável é uma prática ainda mais nociva.

Sendo assim, peço que seja um homem de palavra e assegure que as franquias da empresa e as agências de publicidade regionais responsáveis parem de mandar o Ronald McDonald para as escolas.

Atenciosamente,

<<seu nome>>

Fonte do documento original: http://org.salsalabs.com/o/621/p/dia/action3/common/public/?action_KEY=16325

Entenda mais: Tirem Ronald das escolas

(*) Silvia é mãe de duas. Formada em Letras, é tradutora profissional há mais de 20 anos. É cofundadora do Milc: “estreou” no ativismo por um mundo melhor através do trabalho com proteção animal. Circula também pelas áreas de ativismo ambiental, humanização do parto e amamentação. Seu maior desejo é que seu ativismo torne-se totalmente desnecessário para poder descansar de pernas pro ar nas horas vagas. Para conhecer melhor seu trabalho, entre em contato por email: silvia.milc@gmail.com.


Tags:  alimentação infantil marketing marketing infantil marketing nas escolas publicidade abusiva publicidade de alimentos publicidade na escola

Bookmark and Share




Previous Post
Geração Coca-Cola criando filhos
Next Post
Maior empresa de alimentos do planeta mira no pediatra, acerta na mãe para atingir a criança



Mariana Sá




You might also like




0 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



More Story
Geração Coca-Cola criando filhos
Texto especial para o milc de Maria Clara Soares* Quando na década de oitenta as mães e pais de hoje eram crianças...